terça-feira, 10 de novembro de 2015

VIOLÊNCIA – Negra, vítima prioritária


O Mapa da Violência 2015 – Homicídios de Mulheres no Brasil conclui que no Brasil – que é o 5º colocado em um homicídios de mulheres por 100 mil habitantes, em um ranking que inclui 83 países -, com poucas exceções geográficas, a população negra é vítima prioritária da violência homicida no País. As taxas de homicídio da população branca tendem, historicamente, a cair, enquanto aumentam as taxas de mortalidade entre os negros, e, por esse motivo, nos últimos anos, o índice de vitimização da população negra12 cresceu de forma drástica, evidencia também a pesquisa.
A pesquisa sinaliza que as taxas de homicídios de mulheres negras, entre 2003 e 2013, aumentam de 4,5% para 5,4%. Em, contrapartida, no mesmo período, as taxas de homicídios de mulheres brancas caem de 3,6% para 3,2%. A pesquisa também constata que, a partir da vigência da Lei Maria da Penha, o número de vítimas cai 2,1% entre as mulheres brancas e aumenta 35,0% entre as negras.

De acordo com a pesquisa, no Pará, o percentual de homicídios de mulheres brancas, entre 2003 e 2013, é de 120%. Já o percentual de homicídios de mulheres negras, no mesmo período, é de 142,3%. 

Um comentário :

CARLOS ALBERTO FERREIRA disse...

PARABÉNS PELO TEU TRABALHO.
MAS, CENSURADO COLEGA?
Ainda se faz isto em 2016!