quinta-feira, 6 de julho de 2017

MPE – Anônimo esfarinha justificativa para licitação que foi vencida pelo genro do subprocurador-geral

Procurador de Justiça Jorge Rocha: no epicentro da controvérsia que...
...foi gerada pela contratação do genro, Thiago Godinho de Figueiredo.
O mais importante é a imoralidade que essa situação representa e, ao invés de ficarem buscando ‘justificativas’ para defender esse negócio, deveriam buscar medidas que pudessem tornar cada vez mais impessoal e moral as contratações nos órgãos públicos, inclusive no MPE!”

É com esse ácido desabafo que internauta anônimo rebate comentários anônimos, mas com as claras digitais de quem está ávido por se defender de suspeitas suscitadas, tentando desqualificar a denúncia sobre a contratação pelo MPE, o Ministério Público Estadual, da empresa C. S. Comércio e Serviços de Informática Ltda, da qual é sócio-administrador Thiago Lourenço Godinho de Figueiredo. Casado com Débora Rocha, Figueiredo - cujo estado civil é falseado na ata de registro de preços, na qual é qualificado como solteiro -, vem a ser genro do procurador de Justiça Jorge de Mendonça Rocha, na época subprocurador-geral para a área jurídico-institucional e atual 2º subcorregedor-geral do MPE.Preocupa ver que muitos dos anônimos que aqui se manifestaram sobre este assunto, estão muito preocupados com a interpretação literal dos dispositivos e assim procedem porque essa é a posição mais benéfica para a entourage do procurador Jorge Rocha. Mas, como o que estão defendendo é a interpretação literal dos dispositivos, o item do edital (4.3.5) veda a participação de empresas prestadoras de serviço que tenham em seu quadro societário parentes, inclusive por afinidade, até o terceiro grau”, sublinha o anônimo, ao rechaçar aqueles que tentam justificar a contratação da empresa de Thiago Lourenço Godinho de Figueiredo. Casado com Débora Rocha, Figueiredo, o genro do procurador de Justiça Jorge de Mendonça Rocha.

5 comentários :

Anônimo disse...

Em quanto o ministério publico todo trabalha, aquele que e chamado de diretor ze preguiça do MP, falta por responsabilidade própria sem autorização da administração superior para curtir salinas ,deixando seu departamento, com a palavra dr. gilberto

Anônimo disse...

Novidade esse nunca trabalhou e vivi num mundo de mentiras

Anônimo disse...

Nossa ,dez mil pra nao trabalhar e uma vergonha ,mas este senhor e cara de pau mesmo, e incompetente so vive na copa

Anônimo disse...

Alguem ligue pro defin o diretor esta em salinas , falta sem autorizaçao superior

Anônimo disse...

Nossa nao sei como este senhor se mantem, fraco, sem responsabilidade alguma , chega depois das nove da manha todos os dias tem dias q acho q nao trabslhar seis horas com a palavra dr gilberto