segunda-feira, 20 de março de 2017

MURAL – Queixas & Denúncias


3 comentários :

Anônimo disse...

Qual o melhor título?

Faça o que eu digo, não faça o que eu faço.
Pau que bate em Chico não bate em Francisco.
Pimenta nos "olhos" dos outros é refresco.

ACÓRDÃO Nº.
56.402
(Processos nºs. 2016/50271-8 e 2016/50347-0)
Assunto: ADMISSÃO DE PESSOAL.
Requerente: SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO.
Relator: Conselheiro CIPRIANO SABINO DE OLIVEIRA JÚNIOR.
ACORDAM os Conselheiros do Tribunal de Contas do Estado
do Pará, por maioria, nos termos do voto do Relator com
fundamento nos arts. 34, inciso I, e 35, da Lei Complementar
n.º 81, de 26 de abril de 2012:

1 – Indeferir os registros dos atos de admissão de servidores
temporários firmados entre a SECRETARIA DE ESTADO
DE EDUCAÇÃO – ALEX JUNIOR DOS REMÉDIOS TAVARES, ...

2 – Expedir determinação para que a SEDUC, em até 15 dias,
cesse o pagamento dos vencimentos, se ainda em vigor,
e adote as providências cabíveis, especialmente quanto à
promoção de concurso público para provimento de cargos de
sua estrutura.

Anônimo disse...

Lamentável !!! Sem vergonha na cara nenhuma esse palácio de sinecuras. Enquanto la cheio de cabide e aspones com salários estratosféricos e nós concursados ouvindo que não tem orçamento para contratação.

Anônimo disse...

Você sabia que seu dinheiro está sendo usado para sustentar cabide de emprego? Na contramão da moralidade e eficiência do serviço público, o TCE /PA possui um
excesso de cargos comissionados cujos ocupantes têm remuneração bem superior a de um servidor de carreira!

A Instituição deveria exercer o controle dos recursos públicos estaduais em benefício da sociedade e ser exemplo de fiscalização. AUDITORES CONCURSADOS! NOMEAÇÃO JÁ! JUSTIÇA JÁ! # NomeisLourdes #MoralizaTCE #NomeiaEfetivosTCE #NomeiaTce #tcepa #tcecidadao