segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

DESCALABRO – Casta de privilegiados e aberrações



Segundo fontes do Blog do Barata, citando o Portal da Transparência do tribunal, o elenco de servidores comissionados não efetivos e requisitados constituem uma casta de privilegiados, com remunerações que costumam variar entre R$ 10 mil e R$ 15 mil, mas podem chegar, como em alguns casos, a R$ 20 mil e até R$ 30 mil. Já a remuneração de técnicos e auditores concursados, em início de carreira, é de R$ 3.154,60 e R$ 6.260,22, respectivamente.
Aos privilégios reservados a uns poucos ungidos somam-se aberrações como a existência do Gabinete Militar. De necessidade duvidosa, o Gabinete Militar abriga 33 servidores, inclusos naturalmente PMs, em óbvio desvio de função, mantidos em um ócio remunerado, que pode render mensalmente, em alguns casos, R$ 13.950,00.

Outra vistosa aberração são os 56 servidores sub judice, mantidos em cargos efetivos por força de liminares.

Nenhum comentário :