sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

ALEPA – Lambanças sistêmicas

Servidores de carreira da Alepa são categóricos em garantir que, se o becape do banco de dados deixou de ser feito, isso certamente se deu a partir da administração, como presidente da Assembleia Legislativa do Pará, do ex-deputado Mário Couto (PSDB), o contraventor catapultado para o Senado pela tucanalha. De acordo com essa versão, ao tomar de assalto o Palácio Cabanagem, juntamente com sua entourage, Couto tratou de defenestrar do CPD Mauro Margalho. O ex-deputado Domingos Juvenil (PMDB), que sucedeu Couto como presidente da Alepa, deu-se ao requinte de patrocinar um CPD paralelo ao oficial, comandado por Jorge Moisés Caddah (foto), o réu confesso das fraudes na folha de pagamento. Caddah, recorde-se, operacionalizava as falcatruas diretamente subordinado ao gabinete de Domingos Juvenil.
Pior, muito pior, fez o deputado tucano Manoel Pioneiro, o atual presidente da Alepa. Ao assumir, ele correspondeu às expectativas de um mínimo de moralização no Palácio Cabanagem, ao defenestrar Jorge Moisés Caddah. Logo depois, porém, esfarinhou toda e qualquer expectativa nesse sentido, ao voltar atrás e nomear Caddah como diretor de informática do Palácio Cabanagem, a despeito do prontuário do servidor, que vive um conveniente affaire com a outonal Maria de Nazaré Rodrigues Nogueira, a célebre Naná, do quadro de procuradores da Alepa. Juntamente com Naná, esta na condição da presidente da Comissão de Licitação, ele também está envolvido em fraudes nas concorrências realizadas na administração de Domingos Juvenil.

Um comentário:

Anônimo disse...

Qdo. ventilou-se do tal becape a pedido dos verdadeiros funcionarios efetivos, pois do contrário todos sabem que aqueles que são temporário no cargo, cedo ou tarde estarão livres. Em que pese as exceções de alguns comissionados, pois a tentação da facilidade do dinheiro acaba levando alguns efetivos a cometerem a prática da improbidade administrativa como foi a tal da Rosana Barletta e Cia. Não há mínima chance desse becape, pois todas as informações ali contida levaria toda da Mesa Diretora pra cadeia.