quarta-feira, 20 de abril de 2011

ALEPA – Caddah: o passado condena

O que justifica a nomeação de um profissional de graves antecedentes criminais como diretor de Informática da Alepa, a Assembléia Legislativa do Pará, principalmente sabendo-se que ele, no exercício do cargo, teria acesso irrestrito a informações privilegiadas e/ou confidenciais?
Esta é a pergunta que não quer calar, depois da revelação de que Jorge Moisés Caddah exibe não apenas currículo, mas também prontuário. Ele cumpre prisão temporária desde terça-feira, 19, como suspeito de envolvimento – por atos ou omissões – em falcatruas na Alepa.
O detalhe deploravelmente constrangedor é saber que prisão não é uma experiência exatamente nova na vida de Jorge Moisés Caddah, um jovem técnico em informática, descrito como um profissional competente, mas de parcos escrúpulos no exercício do seu ofício.
De resto, além de ser reconhecido como profissionalmente competente, ele também tornou-se célebre por suprir as eventuais carências afetivas de mulheres outonais, das quais supostamente se vale para ascender social e profissionalmente.
Jorge Moisés Caddah vive, atualmente, um tórrido affaire com Maria de Nazaré Rodrigues Nogueira, a Naná, procuradora da Alepa. Ela é ex-mulher do jornalista Walter Guimarães, que mantém uma coluna social, predileta dos alpinistas sociais, no Diário do Pará, o jornal do grupo de comunicação da família do ex-governador Jader Barbalho, o morubixaba do PMDB no Pará. A relação com Walter Guimarães permitiu a Naná usufruir da mobilidade social, migrando da pobreza para a condição de alpinista social, e da ascensão profissional, a despeito de maltratar o vernáculo quando escreve.

6 comentários:

Anônimo disse...

Sabe aquela historia do "me diz com quem andas e eu te direi quem és". Aquela outra: quem se mistura com porcos farelo come. E uma outra, " quem seu ânus aluga não escolhe onde sentar ? Pois é, é assim mesmo.

Anônimo disse...

E o Dep. Parsifal ainda defende esse CADDAH! Temos os politicos q. merecemos. Eita zé povinho burro!!!

Anônimo disse...

Conserte o "c" da palavra vernáculo.
Abraços

Anônimo disse...

BARATA EXISTE UMA SENHORA QUE ESTÁ A QUASE 18 ANOS NA ALEPA QUE FAZ PARTE DESSA QUADRILHA, FOI TESTA DE FERRO DA DRA. GENIOSA.. CHAMADA ALDA, QUE GANHA 8.000 REAIS POR MÊS PARA SERVIR CAFEZINHO NA CPL, E SE MANTEM NO CARGO PELOS SEUS DOTES E FOI BRAÇO DIREITO DA DRA. NANÁ. PROCURA SABER A HISTORIA DESSA MOÇA.

Anônimo disse...

Realmente Barata, Essa tal de alda ganha um altissimo salario para servir cafezinho na alepa... e no dia do escandalo ela simplesmente ganhou a semana de folga para ir até SÃO PAULO, tá muito estranho, ela sumir, logo no dia da batida da Policia.. hum hum..

Anônimo disse...

O CADAH É O MESMO QUE FOI PRESO EM 1994 EM ANANINDEUA NA FRAUDE DA APURAÇÃO DA VOTAÇÃO